3 regras para negociar os objetivos dos cursos de idiomas em sua empresa

Os cursos de idiomas corporativos devem focar em resultados que podem ser avaliados regularmente, mas esses resultados devem ser direcionados, motivacionais e razoáveis.

Os seres humanos precisam de metas para avançar. Assim, os cursos de idiomas devem, como qualquer outra atividade em uma empresa, focar em resultados que podem ser avaliados regularmente. Mas para que esses resultados tenham significado, esses objetivos devem ser direcionados, motivacionais e razoáveis ao mesmo tempo.

1. Para cursos de idiomas eficazes: estabeleça metas focadas

Os cursos presenciais devem sempre fazer parte de uma perspectiva de negócio para melhorar a produtividade ou a qualidade do serviço oferecido. Recomenda-se que o setor de recursos humanos consulte os gestores responsáveis pelos colaboradores aos quais o curso se destina. Um acordo definirá os conteúdos que deverão ser transmitidos os participantes. De fato, o programa não será o mesmo se o curso for destinado a recepcionistas ou engenheiros. Essas informações devem ser enviadas ao professor, sabendo que é importante planejar um curso de idiomas que vá além do básico gramatical pois isso já faz parte da base comum que os alunos adquiriram ao construir suas habilidades linguísticas.

2. Para os colaboradores envolvidos: oferecer metas motivadoras

Falamos anteriormente da importância dos objetivos, mas a motivação também é essencial. Aprender algo que você não quer aprender sempre será um desafio, e muitas vezes é impossível. Por exemplo, todos nós passamos pela escola e tivemos dificuldades com alguma disciplina que não nos atraía. Um bom gestor saberá como motivar os participantes, focando nas perspectivas de comunicação e desenvolvimento que lhes são abertas: “Em um ano, espero que você seja capaz de manter uma conversa, mesmo básica, com a nossa subsidiária”.

3. Para um planejamento sério: negocie objetivos

Prometer aos iniciantes de um curso de chinês que eles vão falar a língua de Confúcio fluentemente em seis meses pode ser motivador, mas é claramente irreal. Um dos aspectos mais importantes da preparação de um curso de idiomas na empresa é o diálogo com o professor (ou, antes disso, com a escola). Os profissionais saberão quantas horas de ensino e/ou prática são necessárias para atingir um determinado nível. Com base nisso, a carga horária por semana, a duração do curso, a frequência das provas e os objetivos a serem avaliados podem ser negociados. Esse projeto deve então ser especificado, personalizado e provavelmente atualizado uma vez que o professor tenha feito contato com os alunos.

Tradução para o português: Mariana Altenbernd

Descubra nossa agência de tradução.